sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Papel principal



“Quero agradecer ao homem de que falo neste disco. Obrigado por me destruíres o coração. É graças a ti que ganhei quatro Grammys”

Como diria a Adelaide Ferreira: 
Quem perdeu, foste tu, 
só tu e nunca eu
afinal hoje o papel principal é meu.

4 comentários:

  1. Nada como uma boa música portuguesa para ilustrar o momento :)

    ResponderEliminar
  2. Os corações destroçados conseguem, alguns, originar obras-primas.

    ResponderEliminar