segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Come Out


O vídeo do momento. É bonito, embora ache que a conversa deveria ter sido pessoalmente e não por telefone.

Mas não se pode negar que isto é bonito.

Same love...


Esta música não é nova mas continua a ser emocionante e gosto desta versão do videoclip. ;D

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Era uma vez...




Era uma vez, um menino (eu) que tinha acabado de sair de uma relação fracassada que já tinha os dias contados mesmo antes de ter começado. Esse menino tinha um blog. E esse blog foi descoberto por outro menino que o leu intensamente em um ou dois dias. 

O menino do blog escreveu a sua triste aventura, e o seu leitor identificou-se, comentou e, num rasgo de coragem e aventura mandou-lhe um e-mail para se apresentar com o seu endereço de facebook. Coincidência ou não, os dois rapazes tinham amigos em comum, viviam perto um do outro e, frequentavam os mesmos sítios. Aceitei o seu convite, com receio. Fomos falando, conversa puxa conversa, falamos de vários assuntos e situações. Até que nos encontrámos e fomos sair juntos. Depois de algum tempo e, a dada altura o leitor disse as derradeiras palavras: "precisamos de falar". Tremi, já me tinha apercebido que era para aí que caminhavamos, mas ainda não estava preparado para avançar. Era tudo muito recente. Estava a recuperar dos últimos estragos. Não havia nada a fazer e tive de lhe dizer que não. Mas continuamos a falar, continuamos a apoiar-mo-nos mutuamente. Cultivamos uma amizade. Até que ele me diz uma segunda vez que precisávamos de falar. Mais uma vez a minha resposta foi a mesma. Eu não estava em condições de gostar de mim como poderia gostar de mais alguém.

Contudo, e, apesar, de ter negado ter mais com ele do que uma simples amizade, ele manteve-se por perto. Foi persistente, paciente, manteve-se ao meu lado. apoiou-me quando eu precisei, deu-me força nos momentos certos e esteve acima de tudo, calmamente presente. Não estou certo de lhe ter conseguido retribuir de igual forma..

As minhas feridas foram sarando e, os meus sentimentos por ele que, estava ao meu lado começaram, aos poucos, a florescer. Tinham passado cerca de seis meses desde que nos havíamos conhecido e eu estava perdido. Por um lado não me queria magoar e não o queria magoar a ele. Não sabia como o abordar acerca do assunto, não sabia como agir. Ele de certa maneira resguardava-se. Queria marcar um encontro, queria falar com ele e ele resguardava-se. Aconselhado pela R. e, pelo Miguel R (para quem não sabe o Clark Kent blogosférico é um óptimo conselheiro sentimental!), peguei o touro pelo cornos. Fui simples e objectivo. Foi a minha vez de dizer "precisamos de falar, precisamos de nos encontrar". E lá falámos. A tremer como varas verdes, disse  o que lhe tinha a dizer. E ele simplesmente disse: "posso dar-te um abraço?"

E pronto, assim, a nossa história começou e o meu mundo deu mais uma volta. Estou feliz :D 


quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

O Grindr e os canais no youtube!



Como de certo devem saber é moda agora os casalinhos gay terem um canal no youtube onde vão publicando alguns vídeos sobre alguns aspectos da sua vida.

O Trent e o Luke, postaram agora um sobre conversas no Grindr. Algumas são divertidas. A do hospital (segundo 0.46) acho alguma graça. LOL

Mas estive para aqui a pensar. Porque será que ainda não há assim nenhum canal destes em Português? (Pelo menos até onde eu sei, não há!)

Casalinhos da blogoesfera, de que é que voces estão à espera? Vá-lá! Horatius e respectivo, Namorado e Pop-Star, Aaron e Artista, Coelhinhos?

Fica o desafio ;) 

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

A ciência e as artes!

Ontem veio a público, ou à uns dias, que isso agora também não interessa nada, que a revista forbes elegeu 3 portugueses para a lista de 30 jovens mais bem sucedidos antes dos 30.

Claro está, que, o Cristiano Ronaldo é um deles, mas eu não vou falar dele porque acho que toda a gente percebeu que ele é muita bom a dar chutos numa bola e blá, blá. 

Vou falar dos outros dois que, para mim, merecem realmente ser falados. O artista Alexandre Farto ou Vhils e a investigadora Maria Pereira. Não conhecia nenhum dos dois e resolvi fazer uma pequena pesquisa. Para quem, tal como eu também não saiba, o primeiro é um artista conhecido pelos seus murais e que já chegou a trabalhar para os U2. Eis algumas das suas obras:




Adoro a última particularmente. É de louvar o trabalho deste moço, Francamente bom.

Quanto à menina, uma investigadora que desenvolveu uma cola médica que permite mais facilmente reparar defeitos cardíacos em bebés. E sim, é uma menina com formação de universidade portuguesa, mas que com toda a certeza teve de ir para o estrangeiro, pois a ciência em Portugal tem sido tratada a pontapé.

E para finalizar, os meus parabéns aos dois meninos :)

Para ver o artigo do Público clique aqui.

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Aparvalhados




Entra o Rúben no ginásio e vai fazer o seu habitual spin de 10 minutos na bicicleta. Em frente estão as passadeiras e corria uma rapariga que minuto a minuto olhava para trás, para a área da musculação. Às tantas veio um homem ter com ela, que lhe mexeu em tudo o que havia para mexer, conferiu o material todo, sem qualquer pudor.

Eu já conhecia o rapaz que, por acaso, cada vez que o encontro está a gabar-se de uma nova conquista e do que faz ou deixa de fazer com elas. 

Mas continuando com a história, a rapariga sai da passadeira e vai-se sentar ao lado do rapaz, com cara de parvinha, numa felicidade imensurável com os exercícios de pernas que o rapaz andava a fazer. Os outros rapazes que o acompanhavam iam gozando levemente e ele, feliz e contente, era porco, um bocado desrespeitador e ela sorria como se tudo tivesse muita piada, enquanto o seguia de equipamento em equipamento. 

E, assim foi continuando até se irem embora. 

Será que as pessoas não percebem as figuras que fazem? Será que não têm amor próprio para perceber a figura ridícula que estão a fazer?

Também ficam assim quando estão apaixonados?

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015