sexta-feira, 20 de junho de 2014

O Rúben vai ao hospital


Depois de ter passado a noite de terça para quarta cheio de febre, sem que a medicação que a farmacêutica prescreveu sortisse efeitos, passei pela minha médica de família para que ela me medicasse como deve de ser.

Já medicado, mantive as febres que não baixavam nem com a medicação. Para ajudar ontem ao final do dia uma das minha amigalas inchou até não puder mais.

Fui ao hospital. Como sempre horas à espera e durante 1h não foi chamada uma única pessoa. Estava a passar-me. Pediram-nos para mudar de sala e ao fim de duas de espera lá fui atendido.

Peço licença para entrar no gabinete e o médico apenas olha para mim por cima dos óculos. Entrei voltei a pedir licença para me sentar e mais uma vez não obtive resposta. Sentei-me e senhor fica um bom tempo a mexer no computador. Até que após uns minutos de silêncio me pergunta: "Têm alguma doença?"

O meu pensamento: Claro que não, só esperei duas horas para ver a sua cara!

No entanto disse apenas: Hoje? Sim, crónica não.

Tudo se continuou a processar numa simpatia extrema até que lá me receitou um injecção de penicilina e mandou-me embora. Chego ao enfermeiro que nem boa noite me diz também e pergunta apenas se alguma vez tinha tomado penicilina. Respondi afirmativamente e deitei-me na maca de barriga para baixo. 5min depois aparece ele com a injecção. Confesso que o senhor não era nada jeitoso, quer em termos práticos quer falando em beleza. Ferrou-me  a agulha de forma nada meiga. 

Conclusão, estou com anginas em que uma das amígdalas está enorme e tenho a nádega direita toda dorida.... isto só visto!

21 comentários:

  1. é nestas alturas que dou muitas graças aos hospitais privados! :) (pela descrição, suponho que foste a um público)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, foi um hospital semi- privado digamos... :(

      Eliminar
    2. Deves ter ido a um hospital que está sob uma PPP, ou seja, é público, mas tem gestão privada. Eu fui a um hospital 100% público, e apesar de todas as limitações que tem, são muitas. Calhou-me um médico FDP, sim, mas os restantes médicos via-se que eram bem mais prestáveis e simpáticos. Os enfermeiros e auxiliares também. Inventavam o que não tinham (como cobertores a fazer de almofadas). Quando saí, estavam alguns à porta das urgências, no café e cigarrinho, e ainda me desejaram as melhoras.

      Essas gestões privadas em espaços públicos geram desmotivação do pessoal, pois o trabalho é feito ainda mais para os números e os profissionais são sobrecarregados. Daí atitudes como as que tiveste. É mau? Claro que sim. Sabes quantos bancos é que esses dois homens foram obrigados a fazer nessa semana?

      No privado, claro que és mais bem atendido. Contudo, alguém está a lucrar com o teu estado de saúde e a brincar com ele. Numa vez que fui a um hospital privado, num episódio de urgência, receitaram-me um monte de medicamentos, todos do mesmo laboratório, e todos dos mais caros (agora vem nas receitas o máximo que te podem cobrar por determinado medicamento, e cobraram o mais caro). Andam a fazer da saúde um negócio, e pobre de quem precisa!

      Desculpa o extenso desabafo, mas esta é das coisas que mais me revolta neste nosso Portugal.

      Eliminar
    3. Não tens de pedir desculpa Horatius! Ora essa...

      Confesso-te que também abomino estas PPP. Aliás abomino todas para ser franco. Embora também considere que os hospitais públicos são extremamente mal geridos, mas isso são outros problemas que acho que o estado seria bem capaz de resolver.

      Fora isso, eu concordo que exista sistemas de saúde privados. Quem os quiser frequentar e tenha dinheiro para isso, tanto melhor. Menos pessoas a frequentar os hospitais públicos.

      Eliminar
    4. Ruben, um tipo de direita a dizer que abomina PPPs???
      Ai, que ainda te vou inscrever no PCP :D
      Sabes que o estado na nossa saúde é culpa, precisamente, das políticas que têm sido seguidas. O SNS está a ser desmantelado, e a nova portaria vem dar cabo do pouco que ainda falta. Para teres uma ideia, eu vivo no distrito de Santarém, e querem acabar com as maternidades distritais! Ficaremos como referências ou Leiria (que já tem uma população enorme e uma capacidade de resposta cada vez mais deficiente) ou Vila Franca de Xira (que funciona para lá de mal, desde sempre) - e quem diz maternidade, diz outras especialidades. Curisamente (ou não, porque nada é ao acaso), ambos os hospitais são PPP's (uma com o Grupo Mello, a outra não sei). O Hospital Distrital de Santarém e o Hospital do Médio Tejo são públicos. Por isso, nada estranha que os sacrificados sejam estes.

      Eliminar
    5. Lá porque sou de direita não quer dizer que concorde com soluções que são altamente lesivas para o Estado na grande maioria dos casos. LOL :D

      Sinceramente eu não estou a par das alterações que estão a ser levadas a cabo na Saúde. Francamente, considero que era necessária uma reestruturação de serviços (tal como por todo o Estado). De certeza que não se justifica manter em todos os hospitais todas as valências. Se as escolhas estão a ser feitas de forma adequada, isso sinceramente não te sei dizer... é um assunto sobre o qual não tenho conhecimentos para te dizer.

      A título de exemplo dessa reestruturação, e uma situação que acontecia aqui em Lisboa era haver uma quantidade enorme de hospitais espalhados pela cidade. Não fazia sentido e felizmente já começaram a concentrar os serviços.

      Eliminar
  2. Não sei porque mais acho que vais la voltar. So te deram a injecção?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E receitaram também brufen e benuron... Mas espero que não seja necessário lá voltar... bolas... :S

      Eliminar
  3. depois que li seu relato fiquei imaginando que algumas pessoas, que tanto criticam nossos serviços publicos e elogiam os da "europa", deveriam ir consultar este seu hospital, pode passar o edereço? rsrsr
    espero que tenha melhorado e que sua "bundinha roxa" não prejudique outras áreas de sua vida intima! rsrsr

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sinceramente eu não sei como é que os hospitais funcionam aí no Brasil... mas aqui é bastante recorrente acontecerem estas coisas nos hospitais públicos...

      Eu já estou óptimo e continuou tudo bastante funcional ... LOL ;D

      Eliminar
  4. O que as pessoas fazem para levar uma "pica"... lolololol

    ResponderEliminar