quinta-feira, 22 de maio de 2014

Frustração



Bom parece que as coisas entre mim e rapazinho não desenvolvem...

Pedi para falar com ele mas ele não me responde. E sabem o que é mais frustrante? é que pelas suas publicações no facebook parece que mantêm a sua vidinha normal, sem qualquer diferença. Eu estou aqui de rastos agarrado ao telemóvel, a sentir-me culpado e completamente impotente face a situação.

Eu sei que tenho de lhe dar tempo e espaço e, é o que estou a fazer. Mas não consigo parar de pensar no assunto, não me consigo concentrar em mais nada. Para ajudar os meus anos estão a chegar e a vontade de fazer algo é quase nula.

28 comentários:

  1. No meu tempo, quando se queria um relacionamento sério, primeiro construía-se uma boa amizade, depois o namoro e por fim o sexo.

    Agora é tudo ao contrário. primeiro vem o sexo, depois o namoro e só no final é que se conhece a pessoa.

    Sim, não se constrói uma amizade em 3 semanas...

    É o que faz querer tudo ao mesmo tempo.

    Tentar "agarrar" uma pessoa através do sexo, não me parece bem , e tu levaste isso à letra.

    Estavas à espera de encontrar o principe encantado montado num cavalo branco num site de p*tedo?!?!?!?

    Nem tu és assim tão ingénuo.

    Neste momento o rapaz vê-te como um stalker.

    Ele não esteve bem, mas tu também não.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 1. Eu não tentei "agarrar" ninguém pelo sexo.

      2. Em momento algum tentei perseguir o rapaz, achei foi importante esclarecer as coisas e daí querer falar com ele mas sempre respeitei o seu espaço. Eu não disse que fiz tudo bem, sempre soube admitir os meus erros.

      3. Diga-me só uma coisa Anónimo. Por que acha que foram 3 semanas?

      Eliminar
    2. Desculpa, se fui um pouco brusco contigo, não era a minha intenção.

      1. Escrevi agarrar entre aspas, porque o pediste em namoro depois do "bem bom".
      Não achas que teria sido melhor teres perguntado "antes" do sexo?
      Se ele te respondesse o mesmo, terias dormido com ele na mesma?

      2. Stalker é uma maneira de falar, estava a referir-me ao facto de o teres pressionado e de não o "deixares" respirar.

      3. http://asmyworldsturns.blogspot.pt/2014/05/tarde-de-sabado.html

      3 de Maio

      Eliminar
    3. De facto Anónimo considerei o seu comentário um tanto ou quanto brusco.

      1. Foi algo em que pensei, alias o pedido de namoro era supostamente para ter sido feito dois dias antes. Apenas não tive coragem. E julgo que se tivesse ficado esclarecido antes que ele necessitaria de mais tempo, o sexo tinha acontecido na mesma sim. Como disse não o fiz para o agarrar mas sim porque senti vontade de o fazer.

      2. Pois também nesse sentido, stalker garanto-lhe que não fui. Eu dei-lhe o espaço dele. Posso ter ficado furioso com falta de resposta mas não insisti para a obter.

      Eliminar
  2. nem sei que te dizer... :/
    força!

    r. obrigado ^^ | ahah eu tenho cuidado| devo ficar pelo Porto :)

    ResponderEliminar
  3. Rúben, boa tarde.

    Encontrei o teu blog por acaso num dos blogs que costumo acompanhar com alguma frequência (penso que foi no do Namorado) e lembro-me que em cerca de 2/3 horas li todos os teus posts... Porquê? Porque rapidamente me apercebi que temos histórias parecidas e vivências mais ou menos similares (tanto academica, como profissional, como pessoalmente). Eu também me refiro sempre ao "príncipe encantado" e achei engraçado o facto de também usares essa expressão. LOL.

    E esta tua "frustração" (como lhe chamas) também já a tive. E no meu caso, a frustração tornou-se bem pior... A forma da coisa acontecer foi igual: um contacto, um café, outro café, sexo e o meu pedido "a seco". No meu caso, a pessoa aceitou. Eu fiquei feliz, mas rapidamente percebi que foi um erro. Avançámos cedo demais, sem nos conhecermos e sem existir sequer uma amizade. Resultado: a coisa pouco durou porque não tinha alicerces sólidos para funcionar. Fiquei igualmente frustrado, mas aprendi algumas coisas... Eu até cheguei a "apaixonar-me" virtualmente por um ser que nem lhe conhecia... E quando conheci a peça, valha-me Deus! LOL. Nestas alturas, ficava sempre de rastos... Mas hoje encaro as coisas doutra forma e sinceramente estas experiências fizeram com que eu ganhasse calo e maturidade...

    A meu ver, estavas carente e a precisar de algum conforto. É normal... Fizeste o que fizeste e está feito, mas acho que não tens que te martirizar por nada. Encara isso com uma experiência de crescimento e não o pressiones, porque na realidade tu também não sabes quais eram as verdadeiras intenções dele. Deixa correr as cenas para ver o que acontece e vive a tua vida! :) Não fiques a deprimir ou a chorar pelos cantos por alguém que passou na tua vida por momentos. Não te feches em ti próprio, porque isso vai impedir que outros "príncipes encantados" entrem na tua vida. Só depende de ti.

    Abreijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Anónimo!
      Obrigado por este comentário. De certa forma ajuda sempre saber que não somos os únicos a passar pelas coisas, embora claro já considerasse que não deveria ser o único a passar por uma situação deste tipo. E é verdade que também não sei se isto tinha pernas para andar. é algo que penso que nunca vou saber.
      Já agora como é que ultrapassou a situação?! E chegou a conhecer o seu príncipe encantado? ;D

      Eliminar
    2. Olá Rúben! Não tens que me agradecer... E muito menos tratar-me por tu! Please, somos praticamente da mesma idade. ;) LOL.

      Não foi fácil ultrapassar a situação, mas o tempo cura tudo. ;) Concentra-te e canaliza energias para aquilo que mais gostas de fazer, vai ao cinema ou sair com os teus amigos e não fiques fechado no teu quarto a remoer e a remoer nisso à espera da "tal mensagem"... Se não andou, é porque não tinha pernas para andar. E pronto! Temos de ver sempre as coisas de forma positiva! Se não andou, é porque alguém ainda mais especial aparecerá na tua vida. É assim que tens de pensar, sempre!

      Parte para outra! Sem pressões. Se o rapaz quiser ser teu amigo, não te preocupes que ele contactar-te-á e as coisas irão fluir. Caso contrário, não vale a pena insistires... Aprende e reflecte sobre aquilo que fizeste para que da próxima tentes fazer as coisas doutra forma para que não te magoes, nem saias magoado! Não te feches em ti mesmo só porque isso aconteceu. Há mundo fora do nosso quarto e para lá dos ecrãs dos nossos PCs, tens de o aproveitar.

      O meu príncipe encantado ainda não apareceu. Espero ansiosamente que ele surja, porventura numa linda manhã de nevoeiro... Qual D. Sebastião. LOL.

      Força e um abreijo!

      Eliminar
    3. Sim já percebi que estou a levar as coisas demasiado a flor da pele. Tenho de me abstrair, tenho de ganhar perspectiva. Eu sei disso e tenho de me esforçar para o fazer. Partir para outra é que não sei se será possível neste momento, não me sinto capaz disso. :/

      E o teu principe vai surgir de certeza. Com o á-vontade com que aqui me expuseste a tua situação e a forma como escreveste és de certeza boa pessoa. Vamos ter fé!

      Mais uma vez obrigado pela força. E um abreijo. lol
      Gostei desta expressão.

      Eliminar
    4. Rúben, boa tarde.

      Quando referi o "partir para outra" foi mais uma força de expressão do que outra coisa... :) Não podes é ficar agarrado a uma cena passada que não te está a deixar viver o presente e encarar o futuro... E sabes que mais? Ganha força interior e festeja o teu aniversário como nunca, juntando os teus amigos e as pessoas com as quais te sentes bem. Isso é importante, nestas fases onde estamos mais "off" e "cabisbaixos". Vai à Fnac e compra um bom livro. Lê-o. Vê um bom filme. Veste uma roupa que gostes, mete um bom perfume e sai à rua para apreciar o bom que a vida tem. Foi assim que superei a minha "situação". :)

      Não caias no típico erro de te anulares a ti próprio porque algo não funcionou... Esse é dos piores erros que habitualmente se fazem: as pessoas anulam-se quando iniciam relações porque passam a viver em função dos parceiros/as e dos seus interesses; as pessoas anulam-se quando acabam relações porque perdem o sentido de vida. Sê tu próprio com os teus defeitos e qualidades e é assim que tens de ser. Sempre!

      Abreijo e anima-te!

      Eliminar
    5. Mais uma vez, obrigado por estas palavras de força Anónimo.

      E sabes que mais é isso mesmo que vou fazer, vou preparar uma grande festa, talvez comprar um roupinha nova (dias não são dias!) e divertir-me. Vou parar com o melodrama que não me leva a lado nenhum e seguir em frente. Quem cai levantasse, não é? lol

      Abreijo e obrigado! ;D

      Eliminar
  4. Rapaz: desprezo. Os homens gosta é de desprezo. Só gostam mesmo de quem é cabrão para com eles. Enfim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei que é o que tenho de fazer, mas na realidade é dificil. :(

      Eliminar
  5. Pensa que tudo correrá pelo melhor. Se não resultar foi melhor assim. É sinal que ele não era homem para ti!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei que sim Horatius, mas queria tirar este sentimento de culpa sobre mim. A ideia que tenho neste momento é que não resultou por minha causa. :'(

      Eliminar
    2. As coisas resultam e deixam de resultar sempre por causa dos dois. Nunca um sozinho é apenas responsável! Não te martirezes, pf.! É o pior que podes fazer!

      Eliminar
    3. O pior é que também sei disso. Mas pronto eu tenho é de me deixar de melodrama que também não me leva a lado nenhum. :(

      Eliminar
  6. Rúben, eu também já fui um pouco como tu, a querer viver tudo, a querer ter tudo, a querer apresar tudo, a sentir tudo com força demais. é difícil e (espero que eu esteja errado) com este rapaz as coisas já não vão funcionar (pelo menos agora). mais uma vez, gostaria de estar errado.

    my advice, se começares a gostar de uma pessoa, leva tudo com calma, tenta esperar até que seja essa pessoa a pedir-te em namoro (claro que pode não ser assim) porque se for a pessoa a fazê-lo pelo menos sentes-te seguro de a outra pessoa gosta de ti e quer estar contigo.
    tal como tu, eu sinto demasiado as coisas, como tal, as vezes apressava demasiado as coisas, pressionava as pessoas e isso fazia sempre que as coisas não resultassem, de todas as vezes em que fui eu a ir mais atrás da pessoa do que o inverso no sentido de avançar para uma relação, nunca resultou por isso, todos os namoros que ti nunca fui eu a pedir em namoro.
    com o artista foi assim mesmo, tu foste lendo o meu blog durante todo o tempo em que o conheci até os dias de hoje e viste que eu escrevia que gostava dele e queria estar com ele mas dizia sempre que ia esperar para que ele pedisse-me em namoro, provavelmente viste o número de comentários que eu tive de pessoas a dizer que isso era estúpido, que nós já éramos namorados ou que não tinha lógica eu esperar, tinha pois, estávamos a criar algo, estávamos a desenvolver algo e a ganhar certezas de tudo.
    tenta desligar o teu botão de sentimentos quando começas a conhecer alguém e liga o botão de desfrutar o momento e conhecer realmente a pessoa sem nenhum sentimento teu esconder os defeitos ou realçar as qualidades.
    vê a série how i met your mother, é para mim a maior fonte de inspiração sobre relacionamentos e experiências, sou uma pessoa melhor por causa da série e tenta não dizer coisas fortes demais durante e depois do sexo, é uma altura em que estamos felizes demais e não medimos o que sentimos.
    e pronto, desculpa o testamento e espero não ter dito nada de mal. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, não disseste nada de mal, descansa. Nem tens de pedir desculpa pelo testamento.

      Sim, de facto acertaste que eu sou um pouco impaciente e quero tudo para ontem. Faz parte dos gémeos acho eu. é algo que tenho de aprender a controlar e a minimizar. Durante muitos anos não quis sentir nada e acho que acabei por explodir num turbilhão de sentimentos e a querer sentir tudo e a recuperar o "tempo perdido". Como diz a J. estás agora a ser adolescente para essas coisas. Para ajudar sonho demais com as coisas, idealizo-as demais.

      Em relação a ti e ao artista, é verdade. Eu acho que eu próprio fui um desses comentadores... lol... agora percebo o que sentias e o que achavas. Embora aquilo que vocês tinham já fosse um namoro, só não era mesmo era oficial.

      Bom o que interessa é que tudo se está a resolver. Eu não me arrependo do que vivi e do que fiz com ele. Foi bom, fiz o que quis e como diz o Horatius temos é de nos arrepender do que não fizemos e não do contrário.

      Obrigado pelo conselho Aaron. Sei que o deste de coração e agradeço-te por isso. ;D

      P.S.: Um dia tenho mesmo de te conhecer a ti e ao artista! lol;D

      Eliminar
    2. eu também sou gémeos.. :P mas não ligo nada a isso dos signos.
      gosto de ver que pelo menos vais vendo onde falhaste (ou pelo menos, onde podias fazer melhor) para daqui para a frente as coisas correrem sempre melhor.

      sim, o que nós tínhamos era algo muito semelhante a um namoro mas não era oficial, não tínhamos essa pressão em cima antes de estarmos preparados para tal, estávamos a conhecer um ao outro com tempo, eu acho que o melhor é conhecer pelo menos parte enquanto amigos (até coloridos) do que durante o namoro, gosto de saber o que me espera antes de "assinar o contrato" porque depois de o fazer, quero que seja para a vida.

      quem sabe um dia.. o problema é que o único segredo que eu mantenho dele é a existência do meu blog.. e ele conhece todos os meus amigos da zona de lisboa.. falar de ti implicaria falar do blog :/

      Eliminar
    3. Lol
      Não te preocupes Aaron, disse aquilo na brincadeira. Muito embora mentiria se dissesse que não tenho assim uma curiosidade em por uma cara ao blog. lol ;D

      Eliminar
  7. Remeto para o meu último comentário a este assunto: tenta ultrapassar. Tens de começar a ser mais frio e racional. És um rapaz decente, mas nem todos são assim.

    Há meses alguém me dizia que devia dar-me ao trabalho de errar até acertar. Como me recusei, acabei por me habituar a estar só e, digo-te, é maravilhoso. Não dou o gostinho a alguém de tentar sequer me usar como passatempo, que foi o que te aconteceu. Ele procurou, provou e desgostou (?). E tu assim, de rastos, pelos cantos.

    O tempo cura. Para mais esses "toques e foges".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aí Mark também não é caso para tanto. Fizeste-me sentir um pouco um prostituto. Eu realmente tive sexo com ele e fiquei a sentir-me um bocadinho usado, mas fiz o que quis e dei este passo porque me senti a vontade com ele para o fazer.

      Claro que tenho de seguir em frente e é isso que vou fazer, já parei com o dramatismo. Mas nós temos mesmo de nos dar ao trabalho de errar até acertar. É com os erros que nós aprendemos. Custa? custa. Doi? ás vezes. Mas é isso que molda o nosso carácter e, ser frio e racional, nem sempre é bom. Ninguém, mas ninguém mesmo gosta de estar sozinho. O ser humano precisa do toque humano para ser feliz. E eu acho que tu também, digas o que disseres, queres alguém a teu lado. Só estás é magoado e ainda não encontrastes a pessoa certa. Situação que eu acredito que irá mudar e tu depois vais de certo ter outra opinião. ;D

      Eliminar
    2. Então, entendeste mal as minhas palavras. Pelo contrário, eu critico o comportamento do outro rapaz. Tu, como disse (preciso repetir?), és um rapaz decente. Se te "entregaste" é porque creste que ele seria a pessoa certa.

      Acho só que deverias ser mais cauteloso de futuro. Bom, ao escreveres isto aqui, arriscas-te a que cada um dê a sua opinião. A minha é esta, mas em momento algum, ainda que subtilmente, disse que eras promíscuo ou "prostituto" (que horror!).

      Com os erros aprendemos a... parar? Neste caso, disseram-me, e foi no blogue, que deveria permitir-me ao erro até acertar, ou seja, até encontrar a "pessoa certa". Um grande LOL. Talvez tenhas razão e os erros sirvam para aprendermos a estar quietos - falo quanto a mim.

      Eu não disse que gostava de estar sozinho, mas de todos os males, é o menos gravoso. E prefiro estar assim a arriscar-me a ser "escolha de uma noite".

      O "toque e foge" foi porque, perdoa-me a sinceridade, não confio minimamente nesses sites que andam por aí.

      Eliminar
    3. Markzinho, eu percebi que não te estavas a referir mim. Calma rapaz! No entanto, a parte final do teu comentário deixou-me assim um bocadinho desgostoso, de facto.

      Os erros a mim ensinam-me a não os cometer novamente, e eventualmente a mudar o rumo do percurso. Não a desistir de algo que quero.

      Quanto aos sites, verdade seja dita, que são espaços duvidosos. Contudo, há pessoas e pessoas. Há pessoas de bem lá e há pessoas que apenas querem um caso rápido. E se olhares para a blog-esfera verás que muitos casais começaram com um contacto nesses sítios.

      Claro que eu li a tua opinião e respeito-a. E se escrevo aqui em parte é mesmo para ver várias opiniões. ;D

      Eliminar
  8. Migo, existe sempre alguém que sai a "perder" ou perdem os ambos. O melhor de tudo é que hoje estás tu mal mas amanhã já tu estas em altas e ele em baixo, Acontece sempre.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente Flávio. Embora a situação até se tenha resolvido... ;D

      Eliminar