domingo, 10 de novembro de 2013

A conversa



Ontem à tarde, resolvi pegar numa das vossas muitas sugestões do último post e ir passear com o P.. Sei que acabamos a passear por Lisboa e a lanchar na zona do Saldanha...

Como sempre foi muito bom, a conversa fluiu, rimo-nos, divertimos-nos e foi mesmo agradável. Depois voltamos para a casa dele de metro, onde eu tinha deixado o carro. Ele acompanhou-me ao carro e disse-me que precisávamos de ter uma conversa.... Pronto, pensei eu para mim mesmo, vai-me já por um belo par de patins. Mas não, ele começou por dizer que não sabia se estava apaixonado por mim, mas que eu não lhe era indiferente, e que era preciso saber se éramos ou não compatíveis.

Ok, eu percebi que ele estava a levar aquilo para o lado sexual, mas não percebi em concreto ao que ele queria chegar... Então ele queria saber se eu era activo, versátil ou passivo!

Fiquei um bocado embasbacado com a situação e tive de lhe dizer que não sabia, porque ainda era virgem, e como tal era algo que não tinha descoberto... e que pensava que ele já se tinha apercebido disso quer pela conversa que tínhamos tido na tarde do cinema, quer pelas próprias conversas que tivemos. Mas não, ele não tinha percebido... a conversa seguiu e acabei por lhe dizer que ele também mexia comigo, mas que não sabia bem se estava ou não apaixonado...

No geral gostei da atitude dele... disse-me que de certa forma era uma responsabilidade acrescida para ele porque se chegasse a acontecer alguma coisa entre nós, seria a minha primeira vez e ele queria que fosse especial... (escudado será dizer que com esta parte me derreti todo!)

No fim, disse-lhe que esperava não o ter assustado com a minha bagagem e ele disse-me que não, que tal como eu, ele tinha a sua. Tinha saído de uma relação a pouco tempo e que tinha um rol de traições na mala, logo era-lhe difícil confiar nas pessoas e era algo que eu também tinha de ultrapassar (mais uma vez derreti-me todo! Eu tenho de ultrapassar, mostra interesse em mim, não?)

Também me disse que o melhor amigo dele lhe havia dito para ele não me perder, porque pelo que viu de mim no facebook eu era um bom partido e uma boa pessoa... que bom, pelos vistos já tenho o melhor amigo dele do meu "lado". Bacano não é?

Depois fui a casa da R., estive lá com um grupo de amigos e vim para casa. Estive o tempo todo a pensar naquilo que tinha acontecido e naquilo que eu realmente sinto pelo P.. Será que estou apaixonado por ele?! Ou será que isto é só a adrenalina de ser tudo novo para mim?!

Ser ou não ser, eis a questão!!

17 comentários:

  1. Que bom, Rúben. :)
    E será que é preciso paixão? Isto é, não será suficiente, para já, a ternura que sentem um pelo outro? A continuar assim, mais tarde ou mais cedo evoluirá para paixão e, consequentemente, amor. Digo eu...

    Fico muito contente! :)

    Abraço!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Inefável,

      Não sei se será preciso paixão para que isto avance, nem sei se a sinto, mas com certeza que o que eu sinto neste momento, esta ternura ou este sentimento, para mim é suficiente. Contudo sinto-me confuso, não sei definir os meus sentimentos neste momento e é algo a que eu não estou habituado.

      Obrigado pela expectativa...

      Grande Abraço ;-)

      Eliminar
  2. Vai com calma, as coisas são para serem vividas :) Aproveita e se for amor, saberás!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lá calma, eu tenho tido... alias não tenho intenção nenhuma de apressar alguma coisa, quero aproveitar cada momento e cada segundo. Viver cada momento como se fosse um só...

      Grande Abraço Kyle ;-)

      Eliminar
    2. r: obrigado pelo conselho, vou tentar distrair-me...

      Eliminar
  3. Humm... Estou a ver que está tudo a correr bem. E se ele mexe contigo, e se tu mexes com ele, vai (vão) em frente. Se correr bem, ainda bem. Se não correr, não é o fim do mundo. Tudo tem solução ;-)

    Como te disse aqui há tempo, é preferivel arrependeres-te de ter feito algo, do que ter deixado por fazer!

    Um grande abraço e Muito amor para essa relação :)
    (e o amor é algo que não se explica - vive-se e descobre-se todos os dias :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adorei a última frase, muito profunda!! E como sempre cheia de sabedoria...

      Nós decidimos avançar ao rumo da corrente, e vamos ver no que dá! Espero que corra bem e que ele, tal como eu queria seguir em frente.

      A ver vamos, como diz o outro!

      Obrigado pela Força e pelos votos!

      Grande Abraço ;-)

      Eliminar
  4. deixa as coisas fluírem naturalmente, aos poucos as coisas vão evoluído como ja deu para ler

    votos felizes para uma relçao que vai dando os primeiros passos.

    abraços:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá aoc36!

      É o que tenciono fazer, deixar as coisas fluírem, sem forçar nada, mas dando a cada oportunidade um passo em frente..

      Muito obrigado pelos votos,

      Grande Abraço ;-)

      Eliminar
  5. Respostas
    1. é o que tenciono fazer francisco! :D

      Grande abraço ;-)

      Eliminar
  6. ainda é muito cedo para terem a certeza disso, pelo menos a meu ver. é bom saber que estão interessados em pelo menos descobrir isso.
    ainda bem que lhe contaste, tal como eu tenho dito até agora, era importante ele saber, alias, ele teve a melhor atitude, tal e qual como eu teria, ter cuidado com a situação e tornar o momento ainda mais especial :)

    estou a gostar :)
    abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem sombra de dúvida a atitude foi espectacular e a reacção dele muito responsável e altruísta... :D :D :D

      Fiquei muito contente com ele, e sinceramente ele acabou por reforçar aquilo que eu sinto... Esteve no momento a altura da situação e espero que venha a estar a altura do desafio também... :-)

      Grande Abraço ;-)

      Eliminar
  7. :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ;) ;) ;) ;) ;) ;) ;) ;) ;) ;) ;) ;) ;) ;) ;) ;) ;) ;) ;)

      Grande Abraço iLoveMyShoes

      Eliminar
  8. Ele parece preocupar-se muito com o rumo da vossa relação e o facto de querer que seja especial, a primeira vez, comprova isso.

    Só não concordo com a 'compatibilidade' que ele trouxe à conversa. Hoje em dia, o 'passivo vs activo' já começa a ser pouco usado. É algo estereotipado demais e não se coaduna com a realidade que temos. Na maior parte dos casais, cada membro é versátil, desempenha os dois 'papéis'. Acredito que um seja mais activo e outro mais passivo, claro, mas isso não representa um entrave, assim haja amor. :) É a minha opinião, que também não tenho lá muita experiência. :D

    abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A preocupação dele efectivamente demonstra interesse e preocupação, e foi só mais um aspecto que adorei nele.

      Quanto à parte da compatibilidade, eu para ser franco, mesmo antes da conversa, tinha a mesma opinião que tu. Mas lá está a minha experiência nestes campos é muito diminuta...

      Grande Abraço ;-)

      Eliminar