quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Passeio da Tarde de Sábado


Só agora é que consegui arranjar um tempinho para escrever este post! Tem sido uma semana de loucos, tenho saído tarde do trabalho e tido muito pouco tempo mesmo....

Bem mas indo ao que interessa, a tarde de sábado foi muito agradável na companhia do P., eu fui busca-lo a casa (não antes de me perder umas duas vezes), e depois seguimos para Belém...

Fomos comer os maravilhosos pasteis de Belém e conversamos bastante... falamos de viagens que queremos fazer, que já fizemos, dos companheiros de casa dele, das nossas famílias e etc... Seguimos ao sabor da corrente e os assuntos foram surgindo com alguma naturalidade.

Ainda tivemos tempo de passear pelos jardins de Belém e depois eu fui leva-lo a casa novamente... E aqui começam os problemas, voltamos à velha questão: "Como é que eu me despeço?!" Ora no momento ele estica-me a mão e eu na altura não percebi se era para agarrar na minha ou simplesmente para me dar um aperto de mão. Assim sendo agarrei-lhe a mão de forma carinhosa e rapidamente percebi que não era essa a intenção... fiquei super atrapalhado... sei lá como, aquilo transformou-se num aperto de mão... Para melhorar a situação, pareceu-me que ele se pôs a jeito para eu lhe dar um beijo, mas os nervos já eram tantos que eu vacilei e pronto não fiz nada...

Ele foi andando, e só pensava na minha burrice e que aquilo deveria ter ficado por ali... mas não, ele a seguir continuou a falar comigo naturalmente... Será que já se apercebeu da minha falta de experiência?! :S

De qualquer maneira convidei-o para irmos jantar fora... quero ver se num ambiente mais calmo consigo conduzir a conversa para lhe dizer que tenho 0% de experiência em namoros, para ver se ele percebe que a minha falta de iniciativa não é sinónimo de desinteresse mas sim nervosismo. 

Penso que nesta situação é o melhor que há a fazer. O que acham?!!! 

:S




sábado, 26 de outubro de 2013

Second Date


Ao final de mais um dia de trabalho lá fui eu ter com o P. à pastelaria em que tínhamos combinado ir comer uma fatia de bolo...

Mas quando chegamos lá, foi uma desilusão... não havia nada de jeito.

Então resolvemos ir a outro, mas que tinha o senão de só ter esplanada... não estava a chover naquele momento e por isso demos corda aos sapatos... conversa puxa conversa e acabamos por apanhar o sentido errado na linha de metro... andamos a passear, basicamente...

Depois chegamos lá e começamos a lanchar, fomos falando sobre vários assuntos... e as tantas eu acabei por lhe confessar que apesar de ser de Lisboa, não conheço muito da cidade e não é que ele me acaba por convidar para ir sair este fim-de-semana para irmos passear e mudar a situação!!! :D:D:D:D:D

Ouro sobre azul e claro disse logo que sim... 

Eu gosto de conversar com ele, ele é um tipo simpático, atencioso, em tantos aspectos tão igual a mim e em tantos outros tão diferente... 

No fim do encontro, a nossa amiga chuva resolveu aparecer e lá fomos nós a correr para o metro... não foi muito longo, mas foi bom...

Em relação à conversa, acabei por não abordar os temas que me preocupavam, achei que  como muitos de vocês comentaram era demais e não o quero por já a andar por causa da minha bagagem... tudo a seu tempo...

Vamos ver como as coisas correm, por agora estou feliz e isso é que interessa!

;-)

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

É só novidades


Hoje até nem me posso queixar do dia. Correu bem! Tive duas boas novidades e um dia de trabalho horripilante...

As más coisas primeiro... No trabalho, tive de pedir para sair mais cedo por causa de uma reunião que ia ter sobre a tese. Falei com a subgerente da situação e notei logo que não tinha ficado muito contente... não sei porquê, já que nunca pedi para sair mais cedo e aliás até é costume ficar até bem mais tarde... Enfim...
Eu tinha de sair as 16h e por volta das 15h10 a senhora começa a passar-me trabalho para fazer. Fiquei claramente com a impressão que estava a fazer de proposito para que eu não saísse, quando precisava.

Ok! O gerente já me fala bem, já não implica agora é a vez dela.... devem ter marcado turnos... é que não consigo mesmo entender qual é o problema deles, não sou mal educado, não faltei ao respeito a ninguém (pelo menos que tenha consciência disso), faço o meu trabalho, posso ser chato por colocar questões dificeis mas acho que isso faz parte do meu trabalho por isso... I realy don't know...

Já pensei em questiona-la directamente sobre isso... mas também tenho receio de vir a por o ambiente ainda mais tenso...

Bem, wherever...

Boas notícias... Tive uma reunião numa empresa para ver se me aceitavam e cediam certos dados para eu fazer a tese e eles aceitaram.... Fiquei super feliz.... :D :D :D

Mais um passo para o fim da tese, e por sinal, um muito importante, pois era o que mais me preocupava...

Para completar o ramalhete, contei ao P. e ele disse-me que tinhamos de comemorar e convidou-me para um segundo date.... É bom, não é?

Pois então e agora?! Que assuntos é que devo falar?! que atitudes devo ter?!

So many doubts...

A R. aconselhou-me a ser sincero e abrir o jogo... contar que toda, está minha saída do armário é recente e informa-lo do que estou à procura.... Mas tenho receio de o estar a afastar!

O que acham?! Alguns conselhos?!


domingo, 20 de outubro de 2013

First Date



Pois bem... esta semana ganhei coragem e resolvi convidar o P. para ir beber uma café... a coisa não estava a andar por isso resolvi tentar a minha sorte...


Ele aceitou e lá fomos nós a um cafezito calmo e muito aconchegador.



Estava uma pilha de nervos... cheguei mais cedo do que devia... e depois só me ocorriam coisas como: "De que falamos? como devo de agir? A mais critica foi mesmo: "Como é que o cumprimento? Um aperto de mão? Sim? Não?" Entretanto pensei para com os meus botões que o mais sensato seria deixa-lo tomar a iniciativa e depois logo vês... e foi um aperto de mão...



Encontramos-nos à entrada do metro e depois fomos para o café e falamos bastante, sobre os tempos de faculdade, sobre o trabalho e só parámos quando apareceu a senhora do café a dizer que estava na hora de fechar... Ainda fiquei com a sensação que ele queria prolongar aquilo para um jantar, pois a dada altura disse-me que descobriu um novo restaurante e gostava muito de lá ir, mas achei que isso já era demais para um primeiro encontro... Será que fiz bem ou fiz mal???!



Depois de sermos interrompidos pela senhora fomos para o metro e continuamos a falar. E lá aparece outra crise, como é que me despeço?! Eu a ver a minha estação a chegar e a ter um bloqueio... escusado será dizer que saiu barraca.... com tanta coisa para dizer e fazer, resolvi tocar-lhe no ombro e desejar-lhe uma boa viagem e dizer que íamos falando... WTF... quando me apercebi já me tinha saído, não podia desdizer...



Que burro que fui, podia ter sido mais caloroso, mais carinhoso. Mas aquilo é despedida que se faça?! 



Pronto cheguei a casa tinha a R. em pulgas á minha espera para saber como tinha corrido... e disse-lhe logo a parte que mais me estava a incomodar, isto é, a despedida. Levei logo uma descompostura , pois claro... Ela disse-me logo para lhe mandar uma mensagem a dizer que tinha gostado muito daquele bocadinho e que esperava poder repetir. Lá corrigi um bocado o erro, e a rapariga no alto da sua perspicácia de mulher incitou-me a atirar a bola para o lado dele e dizer que ficava a espera do convite dele para um próximo encontro... E agora estou a espera.... 


Uma coisa é certa, gostei muito de estar com ele. Percebi que em certos aspectos somos diferentes, mas também temos coisas em comum... E agora que caminho sigo?! Qual é próximo passo?! Há algum assunto que deva abordar?! 

:S



domingo, 13 de outubro de 2013

Eu, uma constipação e o GPS!


Comecei a semana com uma grande constipação, só me apetecia estar na cama... para ajudar tomei um medicamento que só me dava era sono... parecia um zombie! lol...

Conclusão não fui ao ginásio a semana toda, e durante a próxima semana acho me vou arrepender... wherever...

Na sexta fui jantar com uns colegas do trabalho, estivemos juntos nos stands e são um pessoal muito fixe... gostei... uma rapariga que estudou psicologia disse-me que gosta muito de mim e que eu sou daquelas pessoas que ela consegue logo ver que sou boa pessoa... porreiro... o meu ego aumentou bastante... mas acho que o álcool teve alguma influência no elogio....

Também fiquei a saber que o GPS é muito útil... infelizmente aqui a inteligência consegue mesmo assim perder-se... e por incrível que pareça, só cinco vezes... lol... Mas em minha defesa, a culpa não foi minha claro, foi mesmo do GPS!!! XD

E agora temos mais uma semana pela frente, espero que menos complicada que a anterior. Não foi uma semana particularmente boa devo confessar...

Aproveito para deixar esta música, estou completamente viciado nela... adoro a guitarra ao inicio... é simplesmente lindo...

;-)



sábado, 5 de outubro de 2013

Chefe intragável


E cá vai o primeiro post de Outubro. 

A semana foi terrível em termos profissionais... Segunda foi o último dia na faculdade e os objectivos penso terem sido cumpridos ... neste dia ainda fui convocado para uma entrevista no dia seguinte na sede da empresa.

Fiquei contente e nervoso, afinal uma entrevista a meio do contrato só poderia ser bom... E lá fui eu e penso que a entrevista correu muito bem, estavam a considerar-me para um contrato com um vínculo mais longo e ficaram de me dar uma resposta, se fosse pela positiva, até sexta.

Até aqui tudo bem. Nesse mesmo dia o meu chefe perguntou-me para que era a entrevista e eu disse-lhe sem qualquer problema. No final do dia chama-me de parte e pergunta-me o que eu faria em determinada situação e eu respondi já com a sensação que vinha aí qualquer coisa. No fim ele diz-me que está tudo correto mas que falta a venda de um seguro que está em campanha, porque temos objectivos para cumprir e estamos longe dele... obviamente o seguro não era necessário para resolver o problema, mas ok...

Mas o melhor ainda está para vir, chamou o estagiário e começou a dar-nos uma aula de como os problemas que os clientes vinham resolver não deveriam ser resolvidos sem o cliente comprar um outro produto qualquer. Isto sempre sem olhar para mim, o que já me estava a enervar. Já com mais alguns colegas a assistir à lição, ele olha para mim e pergunta-me se não estava habituado a vender desta forma nas outras agências e eu respondi que não... E ele sai-se com esta pérola: "Pois se dependesse de mim eu não lhe dava nem um contrato de um mês, quanto mais de um ano."

Epah aquilo caiu-me tão mal que eu nem consegui controlar a minha expressão, devo ter feito uma cara que o homem calou-se e notou-se perfeitamente que não era sua intenção ficar-se por ali, ele ia atacar com mais alguma coisa...

A partir desse dia as conversas são única e exclusivamente de circunstância e no mínimo que a boa educação exige...

Depois andei a semana toda a levar nas orelhas por causa de uma colega que só faz é porcaria, não tendo culpa de nada... ainda mais chateado fiquei, claro...

Para ajudar até Sexta-feira não chegou nenhuma resposta, logo não fiquei com o lugar...

Ok! O que não têm remédio, remediado está... mais 2 meses e finito... alias até era este o plano inicial... fiquei com pena e um pouco triste mas é a vida... 

No campo pessoal... tenho andado a falar com uns tipos no Grindr e já troquei de contacto com o P.. O P. parece ser um rapaz fantástico  é um pouco mais novo que eu e todos os dias temos falado por mensagens. Ele todos os dias me deseja Bom dia.... e é bom receber estas mensagens... No entanto preocupa-me qual será o próximo passo... Será um encontro?! Se for o que fazer e o que dizer?! Onde ir?!